NOTÍCIAS

DIOCESE DE VIANA DO CASTELO

Viana recebeu reunião Interdiocesana da Cáritas do Norte


No passado dia 4, sábado, no Centro Pastoral Paulo VI, Darque, reuniram-se as Cáritas Diocesanas da Zona Norte.

Presidiu a esta reunião o Presidente da Cáritas Portuguesa, Eugénio da Fonseca. Fazia parte da agenda da reunião a discussão de diversos assuntos relacionados com a crise social e económica que atravessamos e a sua incidência na população mais carenciada.

Procuraram-se soluções para resolver os problemas que são apresentados no atendimento de proximidade.

Foi reforçada a ideia da constituição de uma base de dados a nível nacional, integrada no programa NOS (núcleo de observação social), já em execução, a fim de que a todo o momento, se conheça e quantifique toda a actividade da Caritas, não só a nível diocesano, mas também em todo o espaço nacional.

No decorrer da reunião o Bispo Diocesano, D. Anacleto Oliveira, na sua breve passagem, dirigiu palavras de boas vindas e bom trabalho, lembrando os desafios que os tempos actuais reservam à actividade solidária da Igreja.

O assistente Religioso, Mons. José Maria Reis Ribeiro lembrou que toda a acção da Cáritas deverá interagir com a Doutrina Social da Igreja, encerrando a reunião com uma breve oração de agradecimento.

Museu dos Terceiros homenageia fundador

Conselho Presbiteral dialoga a implementação do Estatuto Económico do Clero

O Conselho Presbiteral da Diocese de Viana do Castelo renuiu no Centro Pastoral Paulo VI para dialogar a implementação do Estatuto Económico do Clero que procurará exprimir a realidade da Igreja Comunhão e responder à dignidade do sacerdote e do seu ministério, onde a remuneração a receber por cada um seja fundamentalmente a mesma para todo aqueles que se encontram nas mesmas condições e proporcional à sua situação.
Antes da ordem do dia o Bispo da Diocese, D. Anacleto Oliveira, comunicou aos membros do Conselho Presbiteral a situação económica da diocese.
Após um período de esclarecimentos de dúvidas acerca da legislação promulgada e da correcção de alguns pontos concretos, a Assembleia procurou apontar estratégias a seguir para a implementação do Estatuto, sendo imprescindível a formação dos Conselhos paroquiais para os Assuntos Económicos, onde o testemunho de pessoas de outras dioceses onde já foi implementado é fundamental.
Ficaram definidas as percentagens das receitas para o fundo Diocesano do Clero, assim como foi apontado um vencimento base mensal.
No final, o Conselho apresentou sugestões quanto à realização de uma Assembleia do Clero, relativamente a datas, duração, temas a abordar e nomeadamente uma equipa organizadora.
A Assembleia do clero será uma iniciativa que visa promover a comunhão entre os presbíteros e destes com o bispo diocesano e foi agendada para o dia 26 e 27 de Outubro.
A próxima reunião ficou agendada para o dia 4 de Outubro.



Taboão acolheu milhares de alunos de EMRC


Mais de 3500 alunos das escolas de todos os concelhos do distrito de Viana do Castelo participaram no Fórum de ção Moral e Religiosa Católica voltando e encher de jovens cristãos, sem medo de o serem e afirmarem publicamente, o belo anfiteatro natural da praia fluvial do Taboão, nas margens do rio Coura, na vila de Paredes de Coura.

Este mesmo recinto, no Verão passado, viveu outra enchente de jovens cristão de Portugal e da Galiza, no Festival Jota, a música cristã cheia da mensagem de Jesus Cristo.

Ontem, o líder da Banda Jota, sacerdote, acompanhado de alguns amigos, trouxeram a música cristã colocando os jovens a «louvar Jesus» naquele ambiente bucólico.

Com um programa estruturado a partir da mensagem do Papa para a Jornada Mundial das Comunicações Sociais, os jovens concentraram-se, por escolas e concelhos, em diferentes igreja significativas do concelho, de onde rumaram àquele anfiteatro.

Nuns placards espalhados pelos recinto, nos quais se reproduzia o mural de uma das redes sociais, os jovens iam deixando/trocando mensagens que permitem avaliar o que ia na alma de alguns.

«Curti isto!!» escreveu a Soraia do 7º ano, enquanto um outro de Barroselas deixou «adoro isto!».

Em jeito de reflexão alguém da organização pontuou o acontecimento: «Conhecer é cultura, conhecer é anunciar!»

O bispo de Viana do Castelo esteve presente e desafiou o jovens a manifestarem a sua alegria e entusiasmo mostrando-se disponível para um contacto mais próximo, «para o que fizer falta».

Pela primeira vez num Fórum, D. Anacleto reconhecia que é um «momento muito interessante para a troca de experiências e para o contacto entre os jovens. Só por isso já vale a pena».

Mariana, que há vários anos participa no Fórum, reconhece que no início foi espaço para encontro e fazer amizades, algumas das quais, presencialmente, só alí se encontravam. «Hoje, com o Facebook é mais fácil e quase todos os dias teclamos».

João Maciel, a participar pela primeira vez, deixava perceber que balançava entre o espanto e a expectativa. «Nunca tinha vindo e vamos ver» dizia de olhos bem abertos sobre um mar de juventude naquele relvado inclinado para o rio.

Os jovens tinham ainda possibilidade de participar em algumas actividades mais radicais como uma escalada de parede, ou, mais sereno um jogo de matraquilhos humanos.

Ao longo da tarde, a partir do mote da mensagem intitulada "Verdade, anúncio e autenticidade de vida, na era digital", cada escola levou ao palco um trabalho, da música às apresentações multimédia, que manifestava a sua realidade e a sua identidade.

Jovens rumam a Coura para o Fórum EMRC


Os jovens alunos da aulas de Educação Moral e Religiosa Católica das escolas do distrito de Viana do Castelo rumam a Paredes de Coura, no próximo dia 27 do corrente, para um encontro convívio denominado Fórum de EMRC.

A décima quinta edição desta iniciativa, que ao longo dos anos tem rodado pelos diversos arciprestados da diocese, está subordinada ao tema “Qual é o teu mural?”, aproveitando a assonância com a moral, mas fazendo referência ao mundo digital da internet que é a temática da mensagem do Santo Padre para o Dia Mundial das Comunicações Sociais que a Igreja celebra, este ano, no dia 5 de Junho.

As escolas das diferentes áreas da diocese rumam a diferentes pontos do concelho de Paredes de Coura. Assim, a visita guiada e início da actividade sobre o tema do encontro arranca, às 9h45, na Capela de S. Bento (Cossourado) para as escolas de Valença, Vila Nova de Cerveira e Caminha; na igreja românica de Rubiães para as escolas de Viana do Castelo e Ponte de Lima; na igreja do Espírito Santo (vila) para as escolas de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca; e na igreja "Ecce Homo" (Padornelo) para as escoals de Monção e Melgaço.

Destes locais os jovens rumam ao anfiteatro natural da praia do Tabuão, sobejamente conhecida pela realização de um Festival de Verão e do último Festival Jota. Neste espaço, ainda antes do almoço, será oferecido aos jovens um concerto do grupo musical do padre Jorge Castela e amigos da Banda Jota.

Após o restabelecimento das forças com o almoço, será o tempo de cada escola se apresentar e apresentar o seu trabalho a partir da Mensagem do Santo Padre para o 45º Dia Mundial das Comunicações Sociais.

Além das tradicionais t-shirts alusivas ao acontecimento, os organizadores prometem outras actividades (escalada, matraquilhos humanos, kart's, etc), nas quais, ao longo do dia, os alunos poderão participar.

Na mensagem intitulada "Verdade, anúncio e autenticidade de vida, na era digital", o Papa reconhece que «está a nascer uma nova maneira de aprender e pensar, com oportunidades inéditas de estabelecer relações e de construir comunhão». Por isso, realça que existe um «estilo cristão de presença também no mundo digital» que se traduz numa «forma de comunicação honesta e aberta, responsável e respeitadora do outro».

Comunicar vida cristã e o Evangelho significa, não só inserir conteúdos declaradamente religiosos nas plataformas dos diversos meios, mas também «testemunhar com coerência, no próprio perfil digital e no modo de comunicar, escolhas, preferências, juízos que sejam profundamente coerentes com o Evangelho, mesmo quando não se fala explicitamente dele».

O Papa defende que também no mundo digital, «não pode haver anúncio de uma mensagem sem um testemunho coerente por parte de quem anuncia».

«Convido, sobretudo os jovens, a fazerem bom uso da sua presença no areópago digital», conclui o Santo Padre.

Monção acolhe o Viana Jovem

A vila sede do concelho de Monção é o palco, este domingo, dia 22, da XI edição do Encontro Viana Jovem que congrega os jovens da diocese sob o lema das próximas Jornadas Mundiais - “Enraizados e edificados em Cristo, firmes na fé”.
Os jovens dos diferentes arciprestados da diocese de Viana do Castelo reúnem-se, a partir das 9h30, na Praça De-la-Deu, mesmo no centro histórico daquela vila raiana.
"JMJ: Jesus no Meio dos Jovens… firmes na fé” é o Peddy-paper que, a partir das 10h00, desafia os participantes pelas portas das muralhas e ruas da vila até às Caldas, finalizando com a interpretação de alguns dos hinos das Jornadas Mundiais.
A manhã termina com a reposição de energias num piquenique nos jardins das Caldas de Monção na margem do rio Minho.
Ao início da tarde será apresentado aos jovens o catecismo que lhes foi dedicado: "Youcat". Com a presença de um representante da editora que vai esmiuçar os conteúdos deste catecismo formulado em pergunta/resposta numa linguagem jovem na edição portuguesa.
Este encontro é de mobilização para a participação na Jornada Mundial que vai reunir os jovens dos cinco continentes em Madrid, sob a presidência do Santo Padre, no próximo mês de Agosto.
A celebração da Eucaristia, presidida pelo Bispo Diocesano, na Igreja Matriz daquela vila, marca a conclusão do encontro.

Vigília de Oração pelas Vocações Consagradas

D. Anacleto anuncia assembleia do Clero Diocesano

Ecclesia
D. Anacleto Oliveira aproveitou a quinta-feira Santa, durante o almoço convívio com o seu presbitério para anunciar a convocação de uma Assembleia do Clero que, ainda sem data definida, deverá realizar-se no próximo outono.
O bispo diocesano quer convocar este dia de reflexão para com o clero «discutir» o que está a «congeminar» em ordem à Carta Pastoral já anunciada.
D. Anacleto, desta reflexão e com as orientações que possam emanar do seu escrito, presente enfrentar futuro entrando a fundo na «vida» e deixar de lado todo este lamento acerca das dificuldades do país e, sobretudo, da Igreja.
Para o prelado a crise, religiosa e profana, oferece «oportunidades»  para viver o Evangelho que exigem que se encontre a forma de «dar a volta por cima».
Será, então, uma jornada de programação e preparação dos próximos anos pastorais a fim de que toda a programação se torne num ponto de arranque.
Na celebração da Missa Crismal, D. Anacleto começou por aplicar a si próprio as palavras de Cristo: «há muito que desejava celebrar esta Páscoa convosco».
A celebração onde se torna mais visível a comunhão do bispo com os seus padres foi ocasião para se festejar e agradecer os 60, 50 e 25 anos de ação pastoral de oito sacerdotes da diocese. Sublinhando que se trata de datas convencionadas, o Bispo Diocesano salientou a necessidade de «fazer balanço da vida sacerdotal», sobretudo questionar de onde vem a força que leva a fazer coisas maiores que a própria força humana.
De entre os vários fatores que cada um poderia apontar, D. Anacleto enalteceu o «azeite» com as suas diferentes possibilidades e simbolismo, como um fator comum.
Numa explicação «muito terra a terra», como frisou, destacou este elemento como fio condutor de toda a liturgia da Palavra e da bênção e consagração dos óleos.
O azeite pela sua dimensão fortificante da vida começou a ser ligado ao próprio autor da vida. Ora, a «unção» torna-se elemento integrante constitutivo de um mediador da força de Deus. Por isso, «ser ungido» é cada um tornar-se mais «propriedade de Deus».
Nesta dimensão da vida dos sacerdotes e Bispos vive «do azeite de que Deus se serviu para o sacramento», por isso, padres e Bispos são ungidos, mas também cada fiel batizado o é, juntando-se assim a «energia espiritual e a energia humana».
«A unção, carregada da Palavra de Deus que a acompanha, dá sentido e força» passando cada consagrado a ser «ministro da unção».
Os momentos mais ricos do sacerdócio, considera o prelado, é quando pela unção transmitimos a vida de Deus aos outros podendo, assim, dizer que «cumprimos a obra de salvação».

PG/DM
in

Tríduo Pascal em directo

A diocese de Viana do Castelo, no seu sítio institucional, vai proporcionar o acompanhamento em directo de todas as cerimónia religiosas do Tríduo Pascal que sob a presidência de D. Anacleto Oliveira, vão decorrer na Catedral.
Esta transmissão digital em directo é possível graças à colaboração com a Diocese de Viana do Castelo da Televisão Independente de Viana do Castelo (
www.tivc.tv) que desde 2008 se dedica a mostrar o que de mais relevante a cidade tem para oferecer.
Os responsáveis pela página web da Diocese não quiseram desperdiçar a oportunidade desta parceria porque deste forma se potencia as capacidades que esta ferramenta de «comunhão» tem para oferecer, neste caso levando até um número incontável a possibilidade de, mesmo à distância, entrarem no espírito destas celebrações.

Com esta parceria, salientam, não só se dá cumprimento ao espírito de abertura para receber a colaboração da comunidade no enriquecimento da oferta da página oficial da Diocese, como se diversifica as funções que deste novo instrumento de pastoral que torna presente a Igreja do Alto Minho no monitor de muitos locais e pelo mundo.
A primeira transmissão à já esta manhã, às 10h00, com a celebração da Missa Crismal, o grande símbolo da comunhão do clero com o seu Bispo, durante a qual os presbíteros renovam as promessas sacerdotais e se benzem os Santos Óleos e consagra o do Crisma. Às 19h00, arranca nova transmissão da Missa Vespertina da Ceia do Senhor.
Sexta-feira Santa, a partir das 15h00, os internautas poderão acompanhar a Celebração da Paixão do Senhor.
Sábado Santo, a partir das 22h00, ponto culminante de todo o Ano Litúrgico, celebra-se a Vigília Pascal.

D. Anacleto presidiu à Benção e Procissão de Ramos

Centenas de pessoas participaram na celebração do Domingo de Ramos, em Viana do Castelo, evocando a entrada triunfal de Jesus em Jerusalém. D. Anacleto Oliveira presidiu pela primeira vez à cerimónia, que abre a semana maior dos cristãos, que incluiu uma procissão que percorreu o centro histórico, entre a Igreja da Caridade e Sé Catedral.

Os fiéis encheram a Igreja da Caridade para a tradicional Bênção de Ramos, em que o Prelado começou por apelar a uma «maior concentração» dos cristãos para a vivência da Semana Santa, que ontem se iniciou, lembrando que também hoje «todos somos Jerusalém».

«Que o senhor comece a entrar com mais intensidade nas nossas vidas nestes dias, que recordam a Paixão e Ressurreição de Cristo e que são o centro da nossa fé», disse D. Anacleto, considerando ser essa «a razão porque actualmente os crentes se associam aos habitantes de então, aclamando o Senhor com Ramos».

Os presentes ergueram então os ramos para receberem a bênção do Bispo, que empunhando um presidiu à Procissão, à qual se associaram muitas pessoas, que percorreram o espaço pedonal até à Sé. Na igreja mãe da Diocese, o Prelado celebrou, de seguida, a Missa da Paixão, em que o Evangelho relata o trajecto doloroso de Cristo, desde a Última Ceia, a oração no Monte das Oliveiras, ao julgamento, subida ao Calvário e à morte na Cruz.

Paixão revela humanidade de Cristo

De impressionante realismo, o texto de São Mateus retratou a atitude dos apóstolos, que nos momentos de maior sofrimento abandonaram o Mestre, os julgamentos pelos doutores da lei e por Pilatos, que lavou as mãos, as agressões e escárnio a Jesus coroado de espinhos e o caminho da Cruz até ao suspiro final: “Meu Deus! Meu Deus! Porque me abandonaste?”.

De todo este relato, D. Anacleto realçou o sofrimento e a oração no Jardim das Oliveiras, por ser «aquele em que Cristo mais assume a sua humanidade», transparecendo “uma tristeza de morte” e suplicando repetidamente: “Pai se possível afasta de mim este cálice! Contudo, não se faça a Minha vontade, mas a Tua”.

O Bispo de Viana notou que, «tal como todos nós, Jesus não quer morrer, porque o mais trágico na morte é a separação dos que mais gostamos». «Isto é o mais humano que existe», salientou, convidando todos os cristãos a «participarem durante o resto da semana na evocação de todo o caminho da salvação, cujas cenas principais acabaram de conhecer».

A celebração da Semana Santa vianense incluiu também, durante a tarde, a representação do “Cortejo da entrada triunfal de Jesus em Jerusalém”, pelo Grupo São Paulo da Cruz, que partindo da Estação da CP, percorreu a Avenida dos Combatentes, a Rua Manuel Espregueira, Largo de São Domingos e Senhora da Agonia.

Ver posts anteriores...
Site logo

A Fé na Praça
Abertura
abertura das aulas
Abertura do Ano da Fé
Acção Social
Acólitos
acreditar
actividades liturgico-pastorais
Adoração Eucarística
Advento
agregação de paróquias
Alminhas
Animadores Vocacionais
Aniversário
Ano da Fé
arciprestado
Arciprestado de Arcos de Valdevez
arciprestado de Caminha
arciprestado de Melgaço
Arciprestado de Monção
arciprestado de Paredes de Coura
Arciprestado de Ponte da Barca
arciprestado de Ponte de Lima
arciprestado de Valença
arciprestados
Assembleia Diocesana de Catequistas
Assembleia do Clero
Associação Guias de Portugal
Avós
Azevedo
Azulejaria
Álvaro Balsas
Banda J
Barroco
Barroselas
Beato Bartolomeu dos Mártires
Bento XVI
BentoXVI
Bênção das Grávidas
Bispo
Bispo de Orense
Bispo de Viana
Bispo do Porto
Bodas de Ouro
Bodas de Prata
Calheiros
Caminha
Capela
caridade
Caritas
Carlos Fiolhais
Carvalho da Silva
Casa Sacerdotal
Casa Sacerdotal da Diocese de Viana do Castelo
Casais
Casais de Santa Maria
Castelo de Neiva
Castro Laboreiro
Catedral
Catedral de Viana
Catequese
Catequese Familiar
Catequista
Catequistas
Cáritas
Cáritas Portuguesa
Ceia do Senhor
Celebração
Celebrações
Celebrações Arciprestais
Centenário
Centro Paroquial Social de S. Jorge
Centro Paulo VI
Centro Social e Paroquial
Centro Social e Paroquial do Vale
CEP
CGTP-IN
CLAII
Claustros S. Domingos
Clero
CMP
CNE
colóquios
Comemorações Jubilares
Concerto Solidário
Concílio Vaticano II
Conferência Vicentina
Conferências
Congregação do Espirito Santo
Conselho Presbiteral
Contributo Penitêncial
Coro
Corpo de Deus
Correlhã
Crisma
Cristo
Cruzeiros
Cultura
Cursilhos de Cristandade
D. Anacleto Oliveira
D. Manuel Clemente
Dança
Dar com alegria
Dedicação
Delegados Arciprestais
Delegados Paroquiais
Dia Cáritas
Dia do Pensamento
Dia Mundial da Paz
Diácono
Diáconos
Diocese de Viana
Diocese de Viana do Castelo
Díácono
Domingo de Ramos
Doutrina Social da Igreja
económico
Educação da Fé
Embaixador do Reino
Encontro
Encontro Diocesano
Encontro Interdiocesano
Ensino Religioso Escolar
Entrada Triunfal em Jerusalem
Ermelo
Escola de Espiritualidade e Oração
Escola de Ministérios
Escola de Musica de Sacra
Escola Monserrate
Escola Superior de Teologia e Ciências Humanas
Escolas
escultura
Espectáculo
Espiritualidade
Estado Social e Sociedade Solidária
estatuto
Eugénio Fonseca
Evangelização
exposições
Externato São João Bosco
Família
Família cristã
Festa da Família

Fé na Praça
formação
Formação da fé
Formação de formadores
Forum EMRC
Forum Sacerdotal
Fórum Sacerdotal
Freguesia do Vale
Frei Bartolomeu dos Mártires
Grupo de Jovens
Grupos Paroquiais
homenagem
Idosos
Igreja
Igreja da Misericórdia
Igreja nova
Instituições Particulares de Solidariedade Social
Instituto Católico de Viana do Castelo
IPSS
Isabel Varanda
João Duque
Jornadas Teotonianas
Jovens
Jubileu
Juventude
La Voz del Desierto
Labrujó
LIAM
Liturgia
Matriz da Ponte da Barca
MEC’s
Melgaço
mensagem de Fátima
Migrantes
ministério
Ministério de Leitor
Ministérios de Leitor e Acólito
Ministros Extraordinários da Comunhão
Missa Crismal
Missa do Galo
Mon ção
Monção
Monserrate
Mosteriro
Movimento
Movimento Neocatecumenal
Música Sacra
Natal
Natal dos sós
Nichos
Nomeações sacerdotais
None
Nota Pastoral do Bispo diocesano para a vivência do Ano da Fé
Novo Ano Pastoral
Núcleo Inter-paroquial da Cáritas
Oração
Ordenação
Ordenação de diáconos
ordenação presbiteral
ordenações
Ordens Sacras
padre Torres Lima
Padres
Padroeiro
Paixão
Papa
paróquia
Paróquia de Nossa Senhora de Fátima
paróquia de Seixas
Paróquia do Senhor do Socorro
Pastoral
Pastoral da Saúde
Pastoral Juvenil
Pastoral Litúrgica
Pastoral Social
Pastoral Socio-Caritativa
Pastoral Vocacional
Patrono
Páscoa
Peregrinação
Peregrinação a Sta Luzia
pintura
Poiares
Ponte de Lima
Pontificado
presbítero
presépio
Projecto Pastoral
Protecção a idosos
qualidade
Quaresma
Ramos
Ratzinger
Reboreda
Religiosidade e Fé popular
Relíquias
Rendufe
Renovamento Carismático
reorganização pastoral
responsáveis
retiro
S. Bento de Seixas
S. João Bosco
S. João d’Arga
S. Jorge
S. Teotónio
sacerdote
sacerdotes
sacerdócio
Sacramentos
sacredotes
sagração
Sagrado Coração de Jesus
Salvador Vieira
Santa Casa da Misericórdia de Viana do Castelo
Santa Eufémia
Santa Luzia
Santo Padre
Secretariado Diocesano da Catequese
Secretariado Diocesano da Pastoral Familiar
Secretariado Diocesano da Pastoral Social
Secretariado Diocesano para a Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC)
Semana Cáritas
Semana da Diocese
Semana Santa
Seminaristas
Seminário
Seminário Diocesano
Senhor do Socorro
Senhora do Minho
Seniores
serviço

Sé de Viana do Castelo
Social
Solidariedade
Sra da Agonia
Sto. Antão
Teatro Sá de Miranda
Templo do Sagrado Coração de Jesus
Templo Monumento
tomada de posse
transmissão
Tríduo Pascal
Turel
Turismo religioso
Venade
Viana
Viana do Castelo
Viana Jovem
VianaJovem
Vicentinos
vida em comunidade
Vigília
Vigília Pascal
Vila de Punhe
Vila Nova de Cerveira
Vilar do Monte
Visita Pastoral
vocações
Vocações Consagradas
YOUthTRAVEL
Zeladores do Apostolado de Oração