Diocese de Viana do Castelo •

Igreja Católica no Alto Minho

3 ultreias regionais em 3 arciprestados da Diocese

ARCIPRESTADO DE PONTE DA BARCA
No dia 11 de Outubro realizou-se no Centro Paroquial de Lavradas Ponte da Barca a Ultreia Regional para aquele Arciprestado e arciprestados de Ponte de Lima e Arcos de Valdevez, contando com a presença de elevada participação de Cursilhistas, estando presentes os elementos do Secretariado Diocesano do MCC.
Depois da reunião de grupo, teve lugar a Ultreia, onde foi apresentado um trabalho para reflexão, seguido de um tempo de Oração e um convívio partilhado.

ARCIPRESTADO DE VALENÇA
No Arciprestado de Valença, e para os arciprestados de Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Vila Nova de Cerveira e Caminha, teve lugar no dia 16 de Outubro no Salão da Junta de Freguesia de S. Pedro da Torre a Ultreia Regional, igualmente com elevada participação de Cursilhistas, contando, aqui também, com a presença dos elementos do Secretariado Diocesano do MCC. Depois da reunião de grupo, seguiu-se um tempo de Oração a que se seguiu um convívio partilhado.


U. R.


ARCIPRESTADO DE VIANA DO CASTELO
A Ultreia Regional para o Arciprestado de Viana do Castelo, realizou-se no passado dia 26 de Outubro, no Centro Paroquial da Paróquia do Senhor do Socorro.
A Ultreia foi muito participada por Cursilhistas do Arciprestado de Viana do Castelo e de outros Arciprestados da nossa Diocese. Também nesta Ultreia os elementos do Secretariado Diocesano estiveram presentes.
Presidiu à Ultreia o Pároco da Paróquia do Senhor do Socorro e Director Espiritual do MCC, reverendo padre Torres Lima, tendo orientado os trabalhos da Ultreia o Cursilhista Carlos Miguelote, estando o tema (Rolho) a cargo da cursilhista Florbela Maria Teixeira da Conceição, da paróquia do Senhor do Socorro.
O Rolho subordinado ao tema
“A Fé e suas consequências na nossa vida” foi fundamentado na Carta “Porta Fidei” – A Porta da Fé, de Bento XVI, com a qual o Santo Padre proclama o Ano da Fé que estamos a viver, tendo sido igualmente citada ao longo da apresentação do trabalho a Carta Pastoral do nosso Bispo D. Anacleto Oliveira “Cristo Em Vos a Esperança da Gloria”, referindo a certo momento, que devemos viver a nossa Fé, primeiro numa experiência individual, como refere D. Anacleto na citada Carta pastoral; lembrou que todos precisamos de aprofundar o Credo, base da nossa Fé, reconhecendo a sua profundidade e verdade. Cristo falou-nos do poder do Amor que nos torna felizes e que temos que praticar em cada um dos nossos irmãos. Estejamos atentos ao que se passa á nossa volta.
O Padre Torres Lima, por sua vez, referiu que a Fé não se vive sozinho, propondo que procuremos participar nas várias iniciativas do Ano da Fé, desafiando os presentes a criarem programas a leitura para todo o Ano da Fé, escolhendo um livro adequado ao Ano da Fé e criando um hábito de leitura, pois, se assim for, já valeu a pena vivermos o Ano da Fé, concluiu. Seguiu-se um tempo de Oração e, como nas demais Ultreias, um convívio partilhado.